Casa Fácil Online

BlogBlog da Casa

No Blog da Casa Fácil Online você encontrará orientações construtivas, dicas de arquitetura, notícias sobre novos produtos e muito mais para que você tenha o máximo de informações para a concretização do sonho da casa própria.

27/08/2020 19h09 - Por Casa Fácil Online

As etapas de uma obra

As etapas de uma obra

Na tabela abaixo, estão discriminadas as fases de uma obra, com seus respectivos percentuais de representação do custo total de uma construção residencial.

 

Ao acessar cada fase, você terá informação dos serviços que compreendem cada uma, como também, uma relação dos principais insumos (Mão–de–Obra e Material) que serão utilizados em cada fase.

 

ITEM

DESCRIÇÃO DA FASE

FAIXA

% MÉDIO

1

Estudos / Projetos / Aprovações

5 a 12%

8,5%

2

Serviços Preliminares / Iniciais

2 a 4%

3,0%

3

Infraestrutura / Fundações

4 a 7%

5,5%

4

Estruturas

12 a 20%

16,0%

5

Cobertura

4 a 8%

6,0%

6

Alvenarias / Paredes e Painéis

3 a 5%

4,0%

7

Instalações Hidro Sanitárias

7 a 10%

8,5%

8

Instalações Elétricas / Telefonia

6 a 8%

7,0%

9

Impermeabilizações / Isolamento Térmico

2 a 4%

3,0%

10

Esquadrias e Vidros

5 a 12,5

8,75%

11

Revestimentos / Acabamentos

15 a 32%

23,5%

11.1

Revestimentos de Paredes Int. e Ext.

-

13,5%

11.2

Pisos

-

10,0%

12

Pintura

4 a 6%

5,0%

13

Serviços Complementares

*0,5 a 2%

1,25%

 

Índice pode ser maior devido aos investimentos externo, por ex.: piscina, muro, paisagismo, churrasqueira, etc.

 

1 - Estudos / Projetos / Aprovações

 

Antes de iniciar a sua obra ou reforma, é importante destacar nesta etapa, a necessidade de um profissional (engenheiro(a) ou arquiteto(a)) para dar o suporte técnico, quando o mesmo através de um visita técnica, irá elaborar os estudos iniciais para em seguida, desenvolver os diversos projetos, aprovações, legalizações, licenças e reunir as despesas pertinentes.

 

Ainda nesta fase, o “Dono da Obra” de posse dos projetos, deve se conscientizar de que é muito importante fazer a orçamentação da obra, pois isto, lhe dará uma visão do custo total da construção e o seu controle mensal, evitando-se assim surpresas na execução em cada fase construtiva.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

- Serviços a serem contratados:

 

¬ Arquiteto(a) para desenvolvimento do projeto;

 

¬ Engenheiro(a), mestre de obras ou empresa construtora para executar a obra;

 

¬ Importante nesta fase, se preocupar também, além dos projetos de estruturas, hidráulica e elétrica, com os de alarme, telefonia, internet e energia solar, entre outros;

 

¬ É importante também nesta fase contratar serviços para inspeção e sondagem do terreno.

 

OBS. Normalmente quando se contrata um profissional ou empresa especializada para executar os serviços, os equipamentos de proteção para os trabalhadores (EPI) e ferramentais (Pá, enxada, carrinho, etc.) são por conta do contratado.

 

2 - Serviços Preliminares / Iniciais

 

Com os projetos desenvolvidos e aprovados, com o orçamento executivo realizado, e ainda com o cronograma físico e financeiro elaborado, e conhecido o prazo de execução e a quantidade de cada serviço, bem como a relação de equipamentos e as instalações mínimas e provisórias necessárias, tem-se condições de dimensionar e dar uma sequência racional das atividades. E em seguida, fazer as instalações iniciais (canteiro, ligações de água, energia, etc.), terraplanagem, locação da obra e assim por diante.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pedreiro, Carpinteiro, Encanador e Ajudante.

 

Esta fase inicial é necessária para o fechamento do perímetro da obra (muro definitivo ou tapume), construção de barracões para depósito de ferramentas, vestiário, local de alimentação para os operários, local para o engenheiro ou mestre de obras para leitura e interpretação dos projetos.

 

Importante nesta fase é fazer as ligações (provisória ou definitiva) de água, luz e esgoto para a obra.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Areia, brita, cimento, madeira, chapa compensada e aqueles necessários para as ligações das redes elétrica e hidráulica.

 

OBS. Nesta fase da obra o terreno ao qual será implantada a obra, deverá sofrer intervenções (Movimentos de Terra > Terraplenagem) necessárias a adaptação do terreno as necessidades construtivas.

No índice apresentado na tabela, não estão inclusos estes serviços, pois o custo será proporcional as intervenções necessárias as condições a que o terreno se encontra.

 

3 - Infraestrutura / Fundações

 

Estas serão definidas, ainda na fase de estudos, onde o projeto e o cálculo estrutural são desenvolvidos após a análise geológica do terreno. Nesta fase, de suma importância, a execução será mais favorável nos períodos de menor chuva, quando o consumo de aço (vergalhões), brita, areia e cimento, madeiramento para as formas, entre outros, são descritos no projeto de forma e armação, onde elementos tais como as brocas, as sapatas, as cintas e os baldrames lá estarão dimensionados e quantificados.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pedreiro, Carpinteiro, Armador e Ajudante.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Madeira para forma, aço (ferragem) e materiais para concreto (brita, areia, cimento e aditivo caso haja necessidade);

 

¬ Pode-se optar nesta fase por comprar o concreto pronto de usinas de concreto em sua região ao invés de fabricá-los na obra.

 

 4 – Estruturas

 

Nesta fase, desenvolve-se diversas peças como: os pilares, as vigas, as vergas, lajes, entre outras e o seu escoramento. Importante salientar, que o concreto, que irá ser realizado na sua obra, “virado” no local ou previamente dosado nas usinas de concreto, obedece da mesma forma, a critérios e tratamentos, quanto a sua dosagem, preparo e aplicação específica para cada peça estrutural.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pedreiro, carpinteiro, armador, ajudante;

 

¬ Não esquecer que o eletricista/encanador nesta fase deve lançar os elementos, tubulações e caixas que ficarão embutidas na laje e no concreto.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Areia, cimento, brita (ou concreto pronto), madeira/compensado para formas e aço para ferragens;

 

¬ Nesta fase também entra a laje que poderá ser adquirida de empresas especializadas.

 

5 – Cobertura

 

Dependendo do seu projeto, poderá ser empregada uma infinidade diferente de telhas, além de sua estrutura de sustentação. Ainda pode ser exposta, com as devidas proteções contra chuva, calor ou ruído. O seu projeto irá definir a escolha certo dos materiais, calhas e demais acessórios.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Telhadista ou carpinteiro e ajudante;

 

¬ Contratar também serviço especializado para colocação das calhas.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Madeira (caibros, vigas, ripas) para sustentação das telhas;

 

¬ Dependendo da construção a sustentação das telhas poderá ser executada em estrutura metálica, neste caso, é recomendado a contratação de uma empresa especializada neste serviço;

 

¬ As telhas devem seguir as orientações definidas no projeto arquitetônico e conforme indicado no memorial descritivo da obra.

 

6 - Alvenarias / Paredes e Painéis

 

São elementos destinados a separar ambientes externos e internos, utilizando-se materiais adequados e específicos, para cada finalidade. Os serviços serão executados, rigorosamente, de acordo com o projeto e desenhos detalhados.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pedreiro e ajudante.

 

 

¬ Não esquecer que o eletricista / encanador nesta fase deve lançar os elementos, tubulações e caixas que ficarão embutidas na alvenaria (tijolos).

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Tijolos ou elementos divisórios (drywall);

 

 

¬ Cimento, areia para argamassa de assentamento dos tijolos.

 

  

 7 - Instalações Hidro Sanitárias

 

A sua instalação de rede de água fria ou quente, e de esgoto primário ou secundário, hoje é regida por legislação específica, de modo a proteger sempre o meio ambiente, por mais simples do que se possa imaginar. As concessionárias locais, analisam cuidadosamente, já no início, o seu projeto. A aquisição das louças, bancadas, registros, válvulas, ferragens, metais, acessórios, acabamentos e complementos, deve ser feita conforme os memoriais descritivos de projeto.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Encanador e ajudante;

 

¬ Alguns casos o pedreiro deverá intervir quando há utilização de massa para assentamento;

 

¬ No caso dos armários há empresas especializadas na confecção e instalação.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Tubos e conexões, registros, ralos, chuveiros, bancadas para pia e lavatórios, lavatórios, bacias sanitárias, torneiras e misturadores (água quente e fria).

 

OBS. Claro que baratear uma obra é o que todo mundo deseja, mas deixamos aqui um alerta, se puder evitar, não faça economia em tubos e conexões, pois eles ficarão embutidos em sua obra gerando assim muitos problemas depois para manutenção.

 

8 - Instalações Elétricas/Telefonia

 

Antes de iniciar a sua obra ou reforma é preciso informar a carga (quantidade de lâmpadas, tomadas, equipamentos, etc.) para definir a categoria e aprová-la, junto a concessionária de energia de sua cidade. E não deixe de informar se haverá também rede de telefonia interna, computadores, alarmes, sensores de presença, refletores, bombas de piscina ou reservatórios, interfones, acionamento automático de portões de garagem ou portas. O correto dimensionamento desses elementos dará a sua obra, conforto e segurança.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Eletricista e ajudante;

 

¬ Nesta fase deve-se pensar em telefonia, internet, redes de alarme, energia solar e outros,

portanto logo no início antes de se começar uma obra estes itens devem ter seus projetos específicos, feito isso, evita-se quebradeiras (desperdício) durante a construção.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Eletrodutos e conexões, luminárias, disjuntores, fios, cabos, tomadas, interruptores, caixas de passagem e quadros de distribuição.

 

OBS. A caixa de entrada de energia e poste (conforme padrão das concessionárias), são itens que deverão ser adquiridos na fase de “serviços preliminares”.

 

OBS. Aqui vale a mesma regra com relação a compra dos materiais hidráulicos, cuidado em fazer economia demais nos materiais elétricos.

 

9 - Impermeabilizações / Isolamento Térmico

 

Item de menor peso na sua obra, mas que pode causar uma série de desconfortos e prejuízo econômico se ignorado ou feito de maneira incorreta. Um ambiente com umidade nas paredes e tetos, é de mexer com o seu maior bem: a sua saúde! Não basta apenas se preocupar com os boxes, os pisos frios, ou nas piscinas. E no isolamento térmico, para cada necessidade existe a aplicação correta para isolar o calor e ou o ruído daquele ambiente.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pedreiro e ajudante.

 

¬ Há empresas especializadas nestes serviços que auxiliam quando o assunto é lajes sem cobertura e expostas a chuvas e insolação, como também, para os serviços de isolamento térmico.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Impermeabilizantes em geral, lã de vidro, tintas asfálticas.

 

10 - Esquadrias e Vidros

 

Vale lembrar da importância que um ambiente arejado e com iluminação natural possui. Torna-se muito mais saudável e confortável. Dependendo de suas dimensões, o mercado oferece uma série de modelos de portas e janelas, e fabricadas para diversos tipos. E os vidros, dos lisos (simples) aos temperados ou até os blindados.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pedreiro, carpinteiro, vidraceiro e ajudante.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Portas, janelas, vidros e fechaduras.

 

OBS. Consulte o quadro de esquadrias no seu projeto arquitetônico para saber quais são os elementos que correspondem a cada cômodo e qual o tipo do material que deverá ser comprado. Procure uma empresa especializada na fabricação da esquadria que se encaixa no projeto, eles irão visitar a obra e conferir as medidas in loco antes de realizar a fabricação das peças.

 

11 - Revestimentos / Acabamentos

 

Aqui você define junto com o seu arquiteto o nível de acabamento que você poderá dar ao seu empreendimento, e o que poderá caber no seu orçamento com relação a definição dos diferentes tipos, modelos, padrões e cores. Mas não podendo esquecer que o chapisco, emboço, reboco e contrapisos é o “berço” destes futuros acabamentos. A sua execução conforme a boa técnica, é fundamental.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pedreiro, pedreiro de acabamento (azulejista) e ajudante;

 

¬ Gesseiro (contratar profissional especializado para forros e sancas).

 

OBS. Nesta fase você deve se preocupar com a experiência do profissional a contratar, pois tanto na fase dos revestimentos (chapisco, emboço e reboco) e na colocação dos materiais cerâmicos ou de madeira, pois junto com a pintura, são eles que darão vida aos seus ambientes.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Cimento, areia, cal, para as argamassas de revestimento das paredes e assentamento das peças cerâmicas. Há no mercado argamassas prontas para estas atividades e os cimento-cola.

¬ Peças cerâmicas ou de madeira.

 

Serão definidas pelo arquiteto o que será utilizado, bem como, a adequação do custo as reais necessidades de cada cômodo de sua obra.

 

12 – Pintura

 

Tanto interna ou externamente, hoje podemos praticamente “fazer” as nossas tintas. Há tempos ficávamos limitados as cores oferecidas pelos fabricantes. O cenário mudou, e podemos definir e escolher, qual o melhor acabamento e o padrão a serem aplicados em diversas modalidades.

 

PRINCIPAL MÃO DE OBRA A SER UTILIZADA

 

¬ Pintor e ajudante.

 

Há profissionais no mercado, especializados em pinturas texturizadas que dão acabamento diferenciado as áreas a serem pintadas.

 

PRINCIPAIS MATERIAIS A SEREM UTILIZADOS

 

¬ Tintas e acessórios para pintura, pincéis, rolos e lixas.

 

13 - Serviços Complementares

 

Serviços complementares, são aqueles que são executados na parte externa da obra e na maior parte requer contratação de mão-de-obra e empresas especializadas. São aqueles que necessariamente ficam a critério do “Dono da Obra” se serão executados ou não, dependendo da sua disponibilidade de caixa.

 

Estes podem compreender a construção de piscina, sauna, churrasqueira, paisagismo, jardinagem, muros divisórios, canil, quadra esportivas, área de lazer, entre outros. E após a limpeza final, a sua obra poderá ser considerada como concluída. 

 

OBS. O Muro Divisório, embora seja um item desta fase da obra, é recomendado que seja construído logo no início da construção, pois será utilizado nesta fase para segurança da obra.

 

Gostou do conteúdo? Compartilhe com seus amigos!

 

Veja Também:

 

 

CUIDADOS AO COMPRAR TERRENOSEM LOTEAMENTOS

 

 http://www.casafacilonline.com.br/blog/9-cuidados-para-comprar-terrenos-em-loteamentos

 

PAISAGISMO - AGREGA VALOR VALOR AO IMÓVEL

 

http://www.casafacilonline.com.br/blog/19-paisagismo--agrega-valor-ao-imvel

 

07 PASSOS PARA QUEM VAI FINANCIAR UM IMÓVEL

 

http://www.casafacilonline.com.br/blog/20-07-passos-para-quem-vai-financiar-um-imvel

 

SERÁ QUE O CUSTO UNITÁRIO BÁSICO (CUB) SERVE REALMENTE PARA ORÇAR UMA CONSTRUÇÃO?

 

http://www.casafacilonline.com.br/blog/8-sera-que-o-custo-unitario-basico-cub-serve-realmente-para-orar-uma-construcao

 

08 DICAS PARA ECONOMIZAR NA CONSTRUÇÃO DA SUA CASA

 

http://casafacilonline.com.br/blog/21-8-dicas-para-economizar-na-construo-da-sua-casa

0 Comentários

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar!